sábado, 15 de outubro de 2011

Revela-me a face que os meus olhos tanto buscam...

Teu expressivo sorriso

Jacqueline Collodo Gomes

Revela-me a face que os meus olhos tanto buscam
Encontra-me no olhar que lhe ofereço
Moço dos meus desejos ocultos
Que guarda-me, quem sabe, carinhos
e todos os teus trejeitos

Por que o busco sem sucesso?
Não sabes que o careço?
Tens o afeto e o refúgio
que me parecem embrulhados
nos teus gracejos?

Que tortura ocultar-me tua alma
Que tortura para este meu coração
que agora lhe escreve poemas
para falar da curiosidade
da possível estabilidade
da marcante sensação.

Ao pé do ouvido lhe seja dito
que te busco, tudo, tudo seja falado
assim, quem sabe, venhas comigo
diante de um poente dourado
fixar este abrigo, ao meu lado.

15/10/2011, 01:58.

***
Bom Sábado para você!

Um comentário:

  1. Que poema de amor belíssimo. Cada vez que te leio SURPREENDES-ME!

    Beijo do ZÉ

    ResponderExcluir

Agradeço por visitar o blog Ah, Poesia! Deixe sua mensagem a respeito do que leu aqui. Volte Sempre! Abraços poéticos.