segunda-feira, 14 de novembro de 2011

E meus olhos se voltam ao interior de um tonel...

Piadinha filosófica antes da poesia...

"Se te disserem que os sonhos acabaram não desista, vá em outra padaria."

Rssssssss.













Qual a minha dificuldade com o mundo?


- Jacqueline Collodo Gomes

Onde está esta pressão sobre o pescoço?
Onde está?
Qual a minha dificuldade com o mundo?

Por que olho e não entendo?
E meus olhos se voltam ao interior de um tonel
raiz do conflito a abalar minha estrutura?

É só chegar ao quarto
ao ponto da parada
e não vejo mais nada que possa me curar

Eu não vejo aqueles sonhos deixados à porta...
Eu odeio o concreto que me cerca!
Eu quero poder escolher um ambiente diferente!

Ouço uns barulhinhos acontecendo...
é a noite tocando a telha com seus dedos nevados
com suas lágrimas participativas e cativadas
E eu no incômodo persistente do dorso
que me lembra do lavar as mãos

Tudo o que tenho feito e tento fazer
apresenta um prazo curto, finda a validade
Eu me pergunto quê fazer quando outro se esgota?

Se o seu braço não completar o meu
a distância que sozinha eu não posso alcançar
não terei a anulação do de repente tornar a persistente crise
e o lidar com os azulejos
com os olhos desolados que me fitam no espelho
pelas cenas que se fazem repetir

Que há neste emaranhado de que consisto?
Qual é o meu conflito com o mundo?
Leve-o para bem longe de mim,
como se nunca o tivesse conhecido!

03:50, 14/11/11.

Um comentário:

  1. Jac!!
    Adoro tua poesia e teu talento criativo!!
    Especialíssimo e lindo teu blog!!
    Beijos querida
    Bea

    ResponderExcluir

Agradeço por visitar o blog Ah, Poesia! Deixe sua mensagem a respeito do que leu aqui. Volte Sempre! Abraços poéticos.