sábado, 26 de novembro de 2011

Qual é o papel de cada passo registrado a cada segundo...


Image from sxc.hu - Allison Choppick


E Perpassar

- Jacqueline Collodo Gomes

Eu ainda não me despertei para o que quero de mim
Às vezes indago deste tal lugar onde almejo chegar
Quando as dunas parecem mover-se passando sem percepção
Poeira na brisa, sem convite à participação

Qual é o papel de cada passo registrado a cada segundo
no mesmo chão extenso em que todos pisamos
que nos une nas diferentes distâncias e proporções
- e nos dá a mesma importância? Talvez, para quem a saiba usar

Eu ainda não sei. Quem dera, conclusão de tese fosse
faísca que se joga para o que lhe quer levar
e as decisões não dependessem tanto, assim
apenas as rotas nos encontrassem, a sorrir

Eu ainda não sei. Pudera ter tudo pelo qual
em desempenho se trava a luta, se entalha
no simples sentir os teus olhos sobre mim
chamando-me ao abraço sem que se precise anunciar

Quem dera toda a solução permeando as nossas retinas.


26/11/11, 03:35.

---

Boa noite de Sábado para todos!
.

Um comentário:

Agradeço por visitar o blog Ah, Poesia! Deixe sua mensagem a respeito do que leu aqui. Volte Sempre! Abraços poéticos.