sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Vi constrangimento à porta que nunca lhe fora aberta

Vento Leste

- Jacqueline Collodo Gomes

Vi poeira na estrada
por visão torpe gerada
de anseios que não foram realizados
vitimando-lhe aos excessos fora a face, posta ao lado

Vi constrangimento à porta que nunca lhe fora aberta
Fantasia do vão seco a que se punha por vida
e uma porção de situações desertas
nas quais era solitária sua ida

Ela nunca foi a miragem para se descansar
Sol do fim da tarde, o ideal à portar

Ela nunca lhe fez um conto ou qualquer promessa
A verdade nunca foi esta imaginada festa

Ela sempre foi e sempre há de ser
aquela que busca por si e sem guerra permanecer.

02:53, 10/11/2011.

---

Escrevo porque não vivo sem o poder da poesia.

---

Deixe o poder do seu comentário aí!
.

Um comentário:

Agradeço por visitar o blog Ah, Poesia! Deixe sua mensagem a respeito do que leu aqui. Volte Sempre! Abraços poéticos.