quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Sentes que às vezes as coisas são em vão?

Obrigada a todos que tem se inscrito para acompanhar o blog. Convido-os a comentarem os posts também, é de graça, dou minha palavra, rssssssssssssssss.

Image from sxc.hu

Humano

- Jacqueline Collodo Gomes

Sentes que às vezes as coisas são em vão?
És humano...

Sentes à garganta, tocando a boca o ardor
e choro da desilusão? És humano...

Sentes-te, de novo, à esmo?
Esperando, interminavelmente
como quem espera continente ao mar?
Humano, não escapas das mesmas sombras
que assombram todos os viventes
procurando por vida, procurando por paz.

[...]

Menina, cata o que sobrou
daquilo em que você acreditou
e siga sem olhar para trás.

04/01/2012, 03:03.

Um comentário:

Agradeço por visitar o blog Ah, Poesia! Deixe sua mensagem a respeito do que leu aqui. Volte Sempre! Abraços poéticos.