sábado, 10 de março de 2012

De Agonias e de Tolerar


Image from: sxc.hu


Porque é preciso tolerar algumas coisas por outras coisas...

Tolero

- Jacqueline Collodo Gomes

Agonia nos centímetros que emendam
garganta, estômago, emoção

E na mente, todo tempo está correndo,
"O que estou fazendo?"
Esconde-se a noção.

Sinto-me sem armas. Não sei o que dizer!
Agonia, agonia!
Por dentro correndo, querendo me esconder.

Deixada na porta da escola.
Sem o controle da situação.

"O que estou fazendo?"
"O que faço agora?"
Espaço ao choro aparentemente sem razão.

Arranca da minha garganta
esse ardor que atormenta e me tapa a visão!

10/03/2012. 05:36

"Tantas coisas me incomodam hoje... Dessa forma como incomodaram em outros "hojes".

"E quando corro, eu queria poder correr pros seus braços, meu lar".

2 comentários:

  1. Identifiquei-me muito com o poema! Por vezes não me sinto bem e tenho de tolerar este "mundo" para viver melhor!
    Não estás só. Acontece! Sorri para o espelho! Eu faço isso!

    Beijo com carinho

    ResponderExcluir

Agradeço por visitar o blog Ah, Poesia! Deixe sua mensagem a respeito do que leu aqui. Volte Sempre! Abraços poéticos.