terça-feira, 20 de março de 2012

E ele não percebeu a varanda aberta...


Image from: sxc.hu


Ver-te Quatro Versos

- Jacqueline Collodo Gomes

(Para o meu querido)


"E ele não percebeu a varanda aberta... E ele não percebeu que ela olhava as flores, esperando por ele."

Tablado dos momentos românticos descritos,
e com simplicidade, entalhado,
detalhes que à vida lancei, namorado
palma de mão de sentidos...

Chamei-te "Meu Querido"
Com orgulho, e não cedi...
Te abandono ou te sonho? O que faço?
Eu estou no teu porvir?

Em algum lugar do "espaço"...
Eu estou no teu buscar?
Sou-lhe alguma prioridade?
Espero tolamente? Divinatoriedade...

Te abandono ou te sonho?
Quem é que tem a verdade?
E pode me confirmar os teus traços
por-me, à face, a identidade?

Quem é que pode pegar as palavras
de teus lábios, de tuas composições,
mandando a pombo-correios
entoarem tuas canções?

O que é que eu faço com este amor, e tanto?
Com cada verso que dedico e lanço?
O que é que faço com o que a vida proponho?
Te abandono, meu querido, ou te sonho?

20/03/2012, 06:44.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço por visitar o blog Ah, Poesia! Deixe sua mensagem a respeito do que leu aqui. Volte Sempre! Abraços poéticos.