terça-feira, 24 de abril de 2012

No indelicado mundo de uma lady irritada

Image from: sxc.hu

No indelicado mundo de uma lady irritada

- Jacqueline Collodo Gomes

No indelicado mundo de uma lady irritada chuva ácida angaria fundos de imposição. Ela não é tão delicada assim, meu caro. Tem garras também. E não sorve qualquer líquido. E não sorve nada mal batido. E não sorve sem que possa fazê-lo de um modo diferente.
É tão diferente assim, meu caro, que não suporta enlatados, engomados, engravatados de mãos ao bolso com palavras prontas em papeis escondidos no meio dos dedos, que ora consultam, ora disfarçam, tentando conseguir que por eles façam. Você acha mesmo que pode fazer qualquer coisa assim e que está feito? Só um aviso é dado aos passantes desta terra: cuidado onde se coloca os pés.
Os braços cruzados já são sinal de que o vulcão não está extinto. Toda lady tem um mundo indelicado se, de fato, zela pelo seu título.

---
Ao que se fala de originalidade: seja mais que um conceito. Ou então, não fale.

2 comentários:

  1. ola tudo bem...
    vim conhecer seu cantinho..e te fazer um convite pra conhecer meu cantinho novo se gostar fique a vontade pra seguir e deixa seu link que eu sigo de volta ok
    xauzinho bjsss que vc tenha uma bela semaninha

    http://segredosdeumamulherapaixonada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, obrigada pela visita e comentário. Venha sempre que quiser. Abraço!

      Excluir

Agradeço por visitar o blog Ah, Poesia! Deixe sua mensagem a respeito do que leu aqui. Volte Sempre! Abraços poéticos.