domingo, 20 de maio de 2012

Mesmo se o Sol cismasse em não nascer


Image from: sxc.hu


Eu dançaria com você todos os dias

Jacqueline Collodo Gomes

(Para o meu querido)

Eu dançaria com você todos os dias
No comecinho e no findar deles, à aurora
E mesmo que as nuvens cobrissem o céu, à hora
Eu dançaria com você

Eu dançaria com você, e até
em pés descalços, mesmo sob a chuva
Mesmo se o Sol cismasse em não nascer
Mesmo que cessassem as poesias da Lua

Eu dançaria com você na sala de opaca luz
À plateia das cortinas, do sofá e quadros
Segundos eternamente fotografados
Dos meus braços ao seu redor

Eu dançaria com você, mesmo
que as flores se escondam, no Outono
e que o nariz congele, no Inverno
que o calor tire o fôlego, no Verão

E mesmo que o seu time perdesse
E mesmo que houvesse raio e trovão
E mesmo que a música se interrompesse
Eu dançaria e sussurraria contínuo a canção:

Eu dançaria com você todos os dias...

20/05/2012, 10:36.

4 comentários:

  1. É, Jacqueline, o Bruno é tímido e disfarça em arrumar o topete... Estimo-o muito e ele é um grande poeta, assim como você. Gostei da canção: dançar todos os dias da vida. Já não fazemos isto??? Grande abraço e transmita também ao Bruno.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Wagner, obrigada por sua visita e comentário. Que bom que gostou. Nós dançamos muitas coisas ao longo do dia. Mas esta dança é especial... Dança de almas, independente de humor, tempo, condições. Abraço!

      Excluir
  2. kkkkkkk amigo Wagner, bom te ler aqui também rs
    e obrigado por comentar no meu blog =)

    Jac, minha princesa, se não posso ser o querido
    ao menos gostaria de ser a música para tal dança.
    Linda poesia, sempre! Sou fã de carteirinha;)

    Abraço♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Bruno. Comentário de algodão-doce. Passarinhos sobrevoando no seu jardim. =)

      Excluir

Agradeço por visitar o blog Ah, Poesia! Deixe sua mensagem a respeito do que leu aqui. Volte Sempre! Abraços poéticos.