domingo, 6 de maio de 2012

Uma brecha entre os mundos, um portal consumidor dos segundos...

Image from: sxc.hu

Antes, O Amor

- Jacqueline Collodo Gomes

Eu tenho um dom para não conseguir cumprir horários! Parece que o relógio cisma que tem que compensar o sedentarismo de uma década no dia em que tenho algum compromisso. Tudo fica tão devagar de ser executado, e o tempo que era longo de distância do evento vira fumaça. Chego atrasada. Não consegui, de novo, entrar no molde. No molde do padrão.
Quem me conhece já está acostumado. Quer dizer, acostumado a se irritar comigo. E não pense você que eu me sinto bem com isso. Mas não consigo nem se insisto! É um imã que me prende ao chão. Uma brecha entre os mundos, um portal consumidor dos segundos, que só é vencido por uma paixão. Ah, a paixão!
Diga-me que o amado me espera lá embaixo com um buquê de flores nos braços. Eu me arrumo antes que termine de me dar o recado. E logo estou sob aquele olhar.
Só o amor fecha a brecha dos tempos, que esfarela momentos, e coloca tudo em seu lugar!

Amor é a motivação do ser.

02:00, 05/05/2012.

5 comentários:

  1. Boa noite, querida amiga Jacqueline.

    Eu sou o contrário. Chego muito antes, ao compromisso. É tanto, que me incomoda.

    Lá no passadão, quando o amado chegava, eu demorava para recebê-lo, porque tinha que olhar várias vezes no espelho, porque queria ser a mulher mais linda do mundo, para ele!

    Você está certa. O amor é a motivação!

    Tenha uma linda semana abençoada.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria, às vezes eu também consigo esta façanha de chegar cedo e antes, quando estou muito motivada. Parece que nesses momentos a "organização" do tempo, das tarefas, me visita, rsss. Abraço de poesia e ótima semana para você também!

      Excluir
  2. Respostas
    1. Está se referindo a foto da postagem? Sim, linda mesmo. Com pitada de romance que só os românticos podem entender. Outro abraço!

      Excluir

Agradeço por visitar o blog Ah, Poesia! Deixe sua mensagem a respeito do que leu aqui. Volte Sempre! Abraços poéticos.