quarta-feira, 20 de junho de 2012

Este desenho é assim, claro... Uma flor e um coração tão raro...


Image from: sxc.hu


Manualidades

- Jacqueline Collodo Gomes

(Para Arlequim)

Se você quer pôr uma borboleta em minha mão,
eu deixo... Fico olhando o teu aproximar
Palma acessível ao teu cuidar
Sem movimentos bruscos, só...
Suave... Renda, drapeados
Habitat.

Este desenho é assim, claro
Uma flor e um coração tão raro...
Eu sento na grama, de lado
e sou folha com folhas ao ar.

Eu só não sou uma expedição inteira.
Mas, se você quer pôr uma borboleta no olhar
eu deixo... E será um tão único lugar!

01:23, 20/06/2012.


Um comentário:

  1. Que a esperança ponha à luz do sol
    minha sombra silenciosa que antes
    percorria cega a trilha das palavras
    mas que agora estagnou fracasso...

    Que ainda aquele refrão poético
    melodia em flor por trás do muro
    me faça entender de seus acordes
    concordância - almas e ritmos...

    Que a noite me oculte a lua
    quando só preciso do sereno
    em pétalas - úmido lamento
    frescor de vida transformada.

    Bruno Gaspari

    Obrigado por tudo =)

    ResponderExcluir

Agradeço por visitar o blog Ah, Poesia! Deixe sua mensagem a respeito do que leu aqui. Volte Sempre! Abraços poéticos.