domingo, 15 de julho de 2012

São garimpeiros de um céu fragmentado...


Image from: sxc.hu


Vão

- Jacqueline Collodo Gomes

Como podem as pessoas (ainda) quererem
apenas amores de verão
no aturdido e repulsivo som
do comportar-se para tal, então?...

E jogarem sobre um bom jardim
detritos reunidos em solas de sapato
E acharem isto tudo bonito
- um comum bom prato...

Depois vindo a discursar aos outros
direcionamentos que não os conduzem...
São garimpeiros de um céu fragmentado
lâmpadas gastas, destruídas luzes.

Perdidos de verão, velozes contra
o que consideram escuridão. Mas
envoltos das faixas que pregoam
sobre aqueles que querem mais que um vão.

20:27, 15/07/2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço por visitar o blog Ah, Poesia! Deixe sua mensagem a respeito do que leu aqui. Volte Sempre! Abraços poéticos.