sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Mulher, com um mundo girando no Universo do peito













Image from: sxc.hu

Oceanos Inteiros

- Jacqueline Collodo Gomes

Mulher, com um mundo girando no Universo do peito
Oceanos inteiros que repaginam ermos
É o encanto da valsa
As cintilas no valsador

É quem estende o passar, quem floresce os canteiros
Tem as notas singelas e um refrão inteiro
Para vestir a nobreza que se encorajar de seu amor

Um mundo inteiro pode amar
Mas ninguém ama como a mulher que traz no peito o seu próprio mundo inteiro.

11/10/2012, 00:50.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço por visitar o blog Ah, Poesia! Deixe sua mensagem a respeito do que leu aqui. Volte Sempre! Abraços poéticos.