sexta-feira, 20 de setembro de 2013

A Estrada de Minhas Próprias Veias

Image from: sxc.hu

A Estrada de Minhas Próprias Veias

Jacqueline Collodo Gomes

A estrada de minhas próprias veias
é um caminho árduo.
Um travar de forças contrárias
que os passantes desconhecem.
Destras capas retalhadas em barris de estresse.
Tirar dias de um sono desalentado.

Um afogado imergir de persistência poética.
Pueril forma de se guardar a ética.
Movimentos de não deter os dados jogados.
Passos intensos, refugiar do cansaço...
Relocar as trilhas para longe do que não escolhi.

13/09/2013, 14:34.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço por visitar o blog Ah, Poesia! Deixe sua mensagem a respeito do que leu aqui. Volte Sempre! Abraços poéticos.