quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Esta Tão Perfeita Escala de Cores

Image from: sxc.hu


Esta Tão Perfeita Escala de Cores

Jacqueline Collodo Gomes

Esta tão perfeita escala de cores
de todos os dias!
Não se mistura, não escorre,
não se desvia!
Obra suspensa sobre as nossas cabeças,
imensa e infinda,
que em poetar já foi escrito
não se cortar com faca de pão;

tem um pouco de luz, um tanto de brilho
e de escuridão,
a métrica certa juntando distintos
em percepção.
É a aquarela, é quem se espera,
fenômeno - norteia:
É o pôr-do-sol, é o céu garboso,
que à noite nomeia.

18:01, 17 de Novembro de 2013.

2 comentários:

  1. Um dos poemas mais lindos que já tive a sorte de ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Bruno. Fico contente em saber que gostou tanto do poema. Abraço de poesia!

      Excluir

Agradeço por visitar o blog Ah, Poesia! Deixe sua mensagem a respeito do que leu aqui. Volte Sempre! Abraços poéticos.