sábado, 2 de agosto de 2014

... girando seus grandes vestidos e fitas ornamentais...

Image from: sxc.hu

Leve-me!

Jacqueline Collodo Gomes

Leve-me! E eu serei parte tua como uma única!
Leve-me! E eu serei também a mão a tomar a minha na condução dos caminhos, no abrir passagem nos mundos inertes e difusos, 
nesta festa de sentidos e paraísos, em que ternuras e delírios dançam soltas pelo ar, 
girando seus grandes vestidos e fitas ornamentais, 
onde dispersas de amor e folículos de luz e doçura, como neve, plainam suave entre os encantadores bailados!
Leve-me! Leve-me nesta serena individual do conhecer-te, do atravessar os teus primários, do respirar os teus arfares! Como um total de que se pode ser!

02/08/2014, 16:13.

Um comentário:

  1. Jac, ainda lembra de mim? Como sempre muito talentosa com as palavras. Parabéns! Saudades de você... Beijos!

    ResponderExcluir

Agradeço por visitar o blog Ah, Poesia! Deixe sua mensagem a respeito do que leu aqui. Volte Sempre! Abraços poéticos.